Chapiuski
Vinho Merlot

Merlot: história, características e cultivo para o vinho

Vinho Merlot

A Merlot é uma casta de uva que, por muito tempo da sua história, viveu nas sombras da Cabernet Sauvignon, a rainha das uvas, quando se trata da produção de vinho, uma vez que ambas se originam da região de Bordeaux, na França. Com o passar dos anos, a justiça foi feita e, atualmente, a Merlot é uma das castas preferidas no mundo, ficando lado a lado com Cabernet Sauvignon, de igual para igual.

Além de ser uma das uvas preferidas no mundo dos vinhos, ela também é uma das que mais gera discussão. Isso acontece porque os enólogos possuem opiniões muito distintas sobre o uso da Merlot na produção de vinhos: enquanto alguns defendem que a sua colheita colheita deve ser quando ela ainda é jovem, outros insistem que ela deve ser colhida o mais tarde possível. Obviamente, não existe resposta certa para essa discussão, apenas diferentes vinhos com sabores distintos que agradarão a diferentes paladares. Ficou afim de conhecer um pouco melhor a Merlot?

A história da Merlot

Apesar de essa casta de uva ter se tornado famosa somente no final do século XX, a sua história começou muito antes disso. Na França, a Merlot tem sido utilizada desde 1784, feita a partir de uma casta conhecida como Cabernet Franc, que também serviu para dar origem à Cabernet Sauvignon e para a Carmenère, as quais são tão famosas como a Merlot.

O cultivo das uvas Merlot

Como era de se esperar, a França, país de origem da Merlot, é o país com maior produção de vinhos utilizando essa casta de uva. Quase dois terços dos vinhos que utilizam a Merlot no mundo todo são produzidos no seu país de origem. Da mesma forma, a região da França com maior cultivo de Merlot é a região de Bordeaux, onde mais da metade dos vinhedos utilizam essa uva.

Apesar da grande maioria francesa, a popularidade e a utilização da Merlot ao redor do mundo ainda é bastante grande. Ela também é utilizada em um grande número de vinhedos de países como a Itália, Argentina, Chile, Austrália, África do Sul e Estados Unidos. Além dos sabores da Merlot serem muito apreciados em todos esses lugares, a sua maior adaptação a diferentes condições climáticas também é um grande facilitador do seu cultivo ao redor do globo.

As características da uva

O que faz a Merlot ser tão apreciada e tão sofisticada? As características que a uva apresenta desde o plantio até o paladar são uma boa resposta para essa pergunta. Fisicamente, as uvas dessa casta apresentam uma cor azul violeta, casca bastante fina e um nível de acidez muito baixo. Além disso, seus níveis de açúcar são mais altos, o que influencia diretamente na fermentação da produção do vinho. Quanto aos aromas e sabores, a Merlot lembra os aromas de frutas pretas, como ameixas, e os aromas de algumas ervas, do alecrim ao orégano.

Os vinhos Merlot

Por fim, vamos ao que mais interessa: os vinhos produzidos com a Merlot. Seus sabores e aromas irão variar bastante conforme a região de produção, assim como os diferentes métodos que podem ser utilizados.

Por exemplo, lembra da discussão sobre tempo de colheita que mencionamos no começo do texto? Se o vinho for feito de uma uva colhida ainda jovem, o vinho será mais ácido, com teor alcoólico menor e corpo médio. Já se for colhida o mais tarde possível, o resultado será outro: um vinho mais intenso, de aromas frutados, e cor ainda mais forte.

Deixe um comentário!

Bebidas mais caras do mundo