Chapiuski

Whiskies Johnnie Walker: qual é a diferença entre cada um?

A Johnnie Walker é uma das marcas de whisky mais famosas do mundo e as suas bebidas estão entre as mais respeitadas e mais adoradas pelo público. A marca começou a se popularizar em 1857 e, em 1909, o seu whisky principal foi renomeado para “Johnnie Walker Red Label”, e foi aí que surgiu a lenda.

Se você está aqui é porque já provou o gostinho da linha de whiskies da Johnnie Walker, seja do clássico Red Label, do Black Label ou até mesmo do incomparável Blue Label. Mas, será que você sabe a diferença entre cada um?

Cada rótulo da Johnnie Walker tem um sabor único, abrindo portas para experiências completamente diferentes ao provar cada um deles. Vamos conhecer o que separa os whiskies da Johnnie Walker.

Red Label

O Johnnie Walker Red Label foi onde a história começou. Antes de mudar de nome, ele era conhecido como “Special Old Highland Whisky”. De lá para cá, ele se tornou o whisky escocês mais vendido no mundo, circulando em mais de 180 países, e com muita razão.

O Red Label tem o sabor mais leve, combinando o toque mais suave dos whiskys do leste escocês com os sabores profundos da costa oeste para criar uma sensação inigualável ao beber, notável pelo sabor doce de frutas.

Black Label

O Black Label é um blend mais exigente, feito somente da mistura de whiskies com mais de 12 anos para criar um sabor forte e icônico.

O seu sabor é mais profundo e complexo do que o Red Label original e, para criá-lo, utiliza whiskies envelhecidos de todos os cantos da Escócia, usando raspas de laranjas e aroma de uvas para dar um toque mais defumado no paladar.

Double Black

O Double Black é o rótulo mais intenso da Johnnie Walker. Inspirado nos whiskies fortes da costa oeste da Escócia, ele combina os sabores de uvas, maçãs, pêras e outras frutas cítricas misturadas com especiarias para criar o sabor mais intenso possível. Para desfrutar de cada camada dos seus sabores, a melhor maneira de consumir o Double Black é junto d’água.

Gold Label Reserve

Esse é o blend mais luxuoso do catálogo da Johnnie Walker, com um corpo mais cremoso e o toque inconfundível do mel. É um whisky para ser apreciado com muita classe, na companhia dos amigos nas noites de comemoração, para sentir o toque aveludado da bebida junto de delicados traços e frutas.

Platinum Label

A Johnnie Walker criou o Platinum Label inspirada pela sua tradição de se oferecer whiskies especiais para grupos fechados de amigos. Por isso, esse blend é especial para compartilhar com as pessoas mais importantes da sua vida.

Ele é feito a partir da mistura de whiskies envelhecidos por, pelo menos, 18 anos e possui o sabor seco do malte, acompanhado pela delicadeza das frutas cítricas.

Blue Label

Não existe whisky como o Johnnie Walker Blue Label, assim como não existe experiência similar a de beber um copo desse blend.

Feito somente com os whiskies mais incríveis da Escócia, escolhidos a dedo na hora da sua produção, o Blue Label é uma explosão de sabores, combinando a doçura do mel e das frutas cítricas com o toque picante da pimenta e o gosto inigualável de ingredientes como chocolate amargo e gengibre. Beber um gole do Blue Label é, de fato, uma sensação indescritível.

Green Label

Por fim, o Green Label também transporta o seu próprio sabor, diferente de tudo que a Johnnie Walker oferece, combinando quatro whiskies distintos e maturados por mais de 15 anos para criar um sabor equilibrado e profundo, com uma mistura intrigante e deliciosa de aromas.

Deixe um comentário!

Bebidas mais caras do mundo