Chapiuski

Tipos de whisky: conheça quais são e de onde vêm

Você é um bom apreciador de whisky, mas será que domina mesmo do assunto? Existem whiskies escoceses, irlandeses e até japoneses. Existe o Escocês Single Malt e o Escocês Blended. Está conseguindo acompanhar? Se você não sabe dizer a diferença entre um Straight Bourbon e um Blended Bourbon, talvez esteja precisando de um pouco de ajuda.

Para começar, precisamos entender que o whisky é feito da fermentação do malte, que costuma ser obtido a partir do grão de cevada ou centeio. Assim, podemos compreender as principais diferenças que podem separar um tipo de whisky do outro.

Essas diferenças podem estar no tipo de grão utilizado, o processo de produção pelo qual ele passou, o local da sua produção e, por fim, quanto tempo ele envelheceu antes de ser envasado. Para compreender os diferentes tipos de whisky, vamos começar pelo whisky escocês.

Whisky Escocês

Apesar de poder ser produzido em qualquer lugar do mundo, para se chamar whisky escocês, a bebida precisa ser feita na Escócia. Lá, ela é obtida a partir do grão de cevada e maturado por pelo menos três anos em barris de carvalho, para pegar bem o toque amadeirado no sabor. O próprio whisky escocês pode ser produzido de diferentes maneiras:

Whisky Single Malt

Esse tipo de whisky escocês é feito de cevada maltada, água e levedura, sendo tradicional de algumas regiões específicas da Escócia.

Whisky de Grão

Nessa variação, o ingrediente principal do whisky é o milho ou o trigo, embora, algumas vezes, ambos possam ser utilizados.

Blended Scotch Whisky

A produção desse tipo de whisky escocês é feita da mistura do whisky de grão e do whisky single malt, o que ajuda a preservar o sabor do whisky independente da sua idade.

Whiskey Irlandês

Notou diferença na escrita? É porque, na Irlanda, o nome é escrito diferente mesmo, e essa não é a única coisa que separa o Whiskey Irlandês do Whisky Escocês.

Na produção do Whiskey Irlandês, não existem restrições quanto ao tipo ou quantidade de grãos utilizados na produção da bebida. Apesar disso, ambos os whiskies ainda apresentam algumas semelhanças. Por exemplo, ambos são envelhecidos por três anos em barris de carvalho após a sua produção.

Whisky Japonês

Esse tipo de whisky não é muito popular, pois só passou a ser vendido fora do Japão a partir da última década. Apesar da falta de fama ao redor do mundo, o Whisky Japonês é produzido da mesma maneira que o Whisky Escocês.

Whiskies Americanos

Para finalizar, temos todos os tipos de whisky americano. O primeiro deles é o Bourbon, fabricado somente nos Estados Unidos, utilizando sempre uma maioria de grãos de milho maltados na sua produção. O Straight Bourbon é produzido no estado de Kentucky, e deve ser envelhecido por dois anos antes de ser consumido.

Esse tipo de whisky é utilizado na produção do Blended Bourbon, que mistura no mínimo 51% do Straight Bourbon com outras bebidas alcoólicas.

Os dois últimos estilos de whiskies americanos são, em primeiro lugar, o Tennessee Whiskey, que é basicamente o Bourbon, sendo produzido da mesma maneira, com a única diferença de que o Tennessee Whiskey é filtrado em carvão depois de ser destilado.

E, por fim, temos o Rye, que é feito a partir de qualquer mistura de grãos maltados, desde que pelo menos 51% deles sejam grãos de centeio. O Canadá tem a sua própria versão do Rye, onde eles não levam essas medidas tão a sério e não precisam que a maioria dos grãos na receita seja de centeio.

Deixe um comentário!

Bebidas mais caras do mundo