Sex on the Beach: aprenda a preparar o delicioso e exótico drink

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Mesmo não sendo um baladeiro nato, com certeza você já deve ter ouvido falar em algum momento desse delicioso drink. O Sex on the Beach é um dos coquetéis mais pedidos nas casas noturnas e boates, principalmente no verão, quando os dias são mais quentes e, portanto, pedem bebidas mais adocicadas e frutadas.

E se você estiver pegando uma praia, melhor ainda – daí, o nome do drink. Apesar de o Sex on the Beach ser um dos mais famosos do mundo por cair super bem em praticamente todas as ocasiões, a boa notícia é que a bebida também pode ser feita em casa, por você mesmo, tão bem quanto qualquer bartender que você encontra na noite.

Confira, a seguir, como fazer Sex on the Beach para servir a galera no próximo happy hour na sua casa!

Ingredientes:

  • 1 dose de vodka;
  • 1 dose de suco de laranja;
  • ½ dose de licor de pêssego;
  • 2 pedras de gelo moído;
  • 7 gotas de xarope de groselha.

Como fazer:

Coloque em uma coqueteleira a vodka, o suco de laranja, o licor de pêssego e o gelo em pedaços. Em seguida, em um copo Highball Glass ou Long Drink, disponha metade da groselha e despeje a mistura da coqueteleira logo a seguir.

Por último, jogue o restante da groselha por cima. Decore com uma fatia de laranja e/ou cereja. Está pronto o seu drink! Coloque um canudo e sirva à vontade.

Dicas importantes

  • Uma ideia bacana para você aproveitar melhor o seu Sex on the Beach, com seu sabor e essência exóticos, é bebê-lo puxando o canudo para cima. Desta forma, você mistura todos os ingredientes com o restante do drink.
  • Caso você prefira, pode trocar o xarope de groselha por um suco de Cranberry ou Grenadine, que darão o mesmo sabor ao seu drink.

História do drink

Quando se fala no drink Sex on the Beach, não tem como não imaginar de onde ele veio e qual é a origem do seu nome, tão exótico e atraente. Pois bem! A história mais popular sobre a origem do coquetel data do ano de 1987, na cidade de Ft. Lauderdale, na Flórida.

Segundo dizem os fanáticos do drink por aí, a bebida nasceu de um concurso entre bares na região, criado pela República Distribuidora Nacional (distribuidora de bebidas na época), para alavancar as vendas de um produto que acabara de lançar no outono daquele ano: o licor de pêssego.

Como a primavera estava para chegar e, com ela, um aumento no número de turistas chegando à cidade, a empresa decidiu pagar ao bar que vendesse mais licor de pêssego um bônus de US$ 1.000 e, para o barman responsável pelo maior número de vendas do bar vencedor, uma quantia de US$ 100.

De olho na premiação, um jovem barman chamado de Ted Pizio, funcionário de um bar chamado Cofetti’s, teve a genial ideia de criar um mix de vodka, licor de pêssego, grenadine e suco de laranja para servir aos clientes do estabelecimento. E o drink foi um sucesso!

Em pouco tempo, várias pessoas passaram a perguntar qual era o nome daquele drink doce e saboroso. Para a bebida não ficar no anonimato, Pizio pensou rápido, unindo os principais motivos que levavam milhares de pessoas àquela região: a praia e o sexo.

“Sex on the Beach”, disse o jovem barman. A partir daí, o drink ganhou fama não só na primavera em Ft. Lauderdale como também por todo o mundo, até se tornar o coquetel mais pedido nas baladas e boates do Brasil que nós conhecemos hoje.

E atenção! Não confunda o Sex on the Beach com o também famoso Tequila Sunrise. Este último drink foi criado acidentalmente pelo vocalista da banda de rock internacional The Rolling Stones, quando foi proibido pelo seu médico de ingerir álcool. A única característica que estas duas bebidas têm em comum é a sua cor vermelho-amarelada e nada mais!

Até a próxima!

Leave a Reply