Chapiuski

Entendendo a idade do Whisky: quanto mais velho melhor?

Todo bom apreciador de whisky sabe que a idade da bebida é um fator extremamente importante no seu gosto. Há, inclusive, quem diga que um whisky não é whisky se não tiver, pelo menos, 8 anos de amadurecimento.

Apesar de ser um ponto muito importante para determinar a qualidade da bebida, a idade do whisky não é o único fator decisivo nessa discussão, já que uma série de outras características também influenciam no seu sabor.

Se você quiser entender melhor a importância da idade de um whisky, assim como os outros fatores que determinam a sua qualidade, continue lendo esse post, pois vamos discutir cada um desses pontos abaixo.

A importância da idade de um whisky

Para que seja considerada um whisky, a bebida precisa ser amadurecida por pelo menos 3 anos, mas dificilmente você encontrará um bom whisky com apenas 3 anos de amadurecimento. Isso acontece porque quanto mais novo o whisky, mais ele terá um sabor metálico e desagradável.

Quanto mais tempo um whisky passa amadurecendo dentro de barris, geralmente feitos de carvalho, mais ele perde esse sabor metálico e troca ele pelo sabor amadeirado que o líquido irá absorver do barril em que está sendo armazenado durante esse tempo.

É somente a partir dos 8 anos de amadurecimento que um whisky passa a ser bem visto pela sua idade. Se você encontrar uma garrafa de whisky em que o rótulo não revela sua idade, é um sinal de que a bebida tem menos de 8 anos e, por isso, não é de uma qualidade tão boa.

Outros fatores que determinam a qualidade do whisky

Apesar desse fator importantíssimo de que o tempo de amadurecimento exerce sobre a qualidade final da bebida, não significa que quanto mais velho o whisky, melhor será a sua qualidade. Existe uma série de outros fatores que podem determinar o resultado final da bebida e nós vamos conhecer cada um deles abaixo:

Região de produção

Esse é, possivelmente, o fator que mais influencia na qualidade final do whisky. Isso acontece porque a região onde a bebida é produzida é o que determina três dos principais fatores que influenciam na sua qualidade: a água, o clima e a turfa. É por isso que os whiskies escoceses são tão famosos e desejados, pois os fatores naturais de lá são perfeitamente adequados para a produção do whisky.

Você pode facilmente perceber ao experimentar whiskies produzidos em regiões diferentes. Mesmo se você não for um especialista, existem algumas diferenças no sabor de whiskies produzidos em regiões diferentes que se destacam no paladar.

O barril de maturação

Além dos fatores naturais citados acima, existe um último fator que irá determinar o sabor do whisky: o próprio barril no qual ele é armazenado durante o processo de maturação.

Isso é devido ao fato de que o álcool presente no whisky irá absorver o sabor amadeirado do barril e, por isso, a madeira escolhida para ser utilizada nesse processo é de extrema importância. Normalmente, o material escolhido devido à qualidade do seu sabor é o barril de carvalho.

Deixe um comentário!

Bebidas mais caras do mundo