Como o vinho é produzido? Confira o processo

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Como é feito o vinho

Acredita-se que o vinho seja produzido desde os remotos anos de 6.000 a.C. e, com todos esses anos de história, o vinho sempre foi uma das bebidas preferidas da humanidade. De lá pra cá, seus métodos de produção pouco mudaram, mas sofreram diversos aprimoramentos a medida que o tempo e as tecnologias foram avançando.

O vinho é obtido através da fermentação e da filtragem do suco de uva: enquanto o vinho tinto é feito com as uvas escuras, as uvas verdes são as responsáveis pelo vinho branco. Estima-se que 1,5 quilo de uvas é o bastante para produzir 1 litro de vinho, mas essa medida pode variar conforme os métodos utilizados por cada vinícola. Se você gosta tanto de vinho a ponto de estar curioso sobre como ele é produzido, então conheça a seguir como o vinho é feito.

O cultivo e a colheita das uvas

Inicialmente, a vinícola deve determinar o tipo do vinho que vai produzir, o que irá determinar a casta de uvas escolhidas, seja Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir ou qualquer outra variedade. O tipo de uva deve ser escolhido com base na região em que o vinho está sendo produzido, para que o seu cultivo possa ser saudável e livre de complicações.

Normalmente a colheita é feita de forma manual, com tesouras produzidas especialmente para esse serviço. Quando a colheita é feita de forma mecanizada, um trator é responsável por passar sobre as videiras, fazendo com que as uvas caiam em um reservatório previamente construído.

Produzindo o mosto

Após a colheita, o vinho é processado em um galpão conhecido como “cantina”. Lá, as uvas são esmagadas e forma-se o mosto, nome que se dá à mistura de polpa, casca e sementes. Nesse momento, os cabos dos cachos já são separados do mosto, e o processo de fermentação já se inicia.

Dando cor ao vinho

Nesse momento, na produção do vinho branco, as cascas das uvas são separadas do mosto. Já para produzir o vinho tinto, não ocorre essa separação, e todos os ingredientes são movidos para um tanque de maceração. Lá, substâncias presentes na casca das uvas passam a dar a coloração conhecida do vinho à mistura, levando apenas 4 dias para todo líquido chegar a essa cor.

A remontagem

Produzir o álcool não é o único efeito que a fermentação tem sobre o vinho. Esse processo também produz muito gás carbônico, que faz com que o mosto se acumule na região do topo do tanque. Isso faz com que o líquido nas regiões inferiores perca a coloração de vinho e, para que isso não aconteça, o líquido é bombeado para cima duas vezes ao dia, espalhando a cor novamente. Esse processo é o que recebe o nome de remontagem.

Separando o mosto do líquido

O período de remontagem dura cerca de 4 dias. Após esse período, as torneiras no fundo do tanque são abertas e o suco é liberado. Quanto ao mosto que se acumula na parte superior do tanque, ele ainda é prensado uma última vez e utilizado na produção de vinhos de qualidade inferior.

Finalizando a fermentação

A fermentação do vinho pode continuar por um período de 2 a 10 dias após finalizar o processo de remontagem. Para fazer com que a fermentação ocorra mais rapidamente, são adicionadas leveduras dissolvidas em água ao vinho. O processo de fermentação ocorre a uma temperatura de 30ºC  e é acompanhado diariamente por especialistas, que tiram amostras com frequência para verificar o teor alcoólico do vinho, que deve ficar entre 7 e 14%.

A filtragem do vinho

Finalizada a fermentação, o vinho passa por uma série de filtros, que têm como objetivo deixar a bebida mais pura e com melhor aparência. Esse processo separa restos da casca das uvas que podem ter sobrado no líquido, assim como elimina os microorganismos que atuam durante a etapa de fermentação do vinho.

Maturação e envasamento

Para finalizar o processo de produção do vinho, a bebida ainda pode ser envelhecida em barris de carvalho, que agregam traços amadeirados ao sabor do vinho. O período de maturação é determinado pelos produtores do vinho, sem um período ideal para obter uma bebida de qualidade.

O envasamento é feito de forma automática. O maior cuidado durante essa etapa deve ser com as rolhas que selam as garrafas. Normalmente feitas de cortiça, as rolhas são produzidas sob medida e tendem a sofrer certa corrosão com o passar do tempo, por isso o seu comprimento deve ser determinado com o tempo de armazenamento em mente, para que a qualidade do vinho não seja ameaçada pela garrafa.

Leave a Reply