Chapiuski
Como fazer rum

Como fazer rum: entenda o processo

Como fazer rum

É quase impossível falar em rum sem pensar em piratas. Isso, porque a bebida é clássica da América Central, especialmente do Caribe e de Cuba. Sua aproximação com os piratas se dá ao fato de que ele era  uma das bebidas favoritas entre eles no século XIX, devido ao seu alto teor alcoólico.

O rum é obtido através dos processos de fermentação do melaço e da destilação. Ele é usado para preparar diversos drinks que são os preferidos nas noites de festa, e até mesmo nos dias quentes de verão, quando estamos curtindo um momento com amigos na praia ou na beira da piscina.

Você pode não ser um pirata, mas certamente é um admirador da bebida, portanto, para conhecer mais sobre ela, aqui estão algumas informações sobre o processo de produção do rum.

Como rum é feito?

Existem dois métodos que são utilizados para a produção de rum. O primeiro deles é conhecido como o método agrícola, que ocorre quando o rum é feito a partir da cana-de-açúcar. Já quando o rum é produzido à base de melaço, o nome que se dá ao processo é método industrial. Normalmente, o método industrial oferece uma bebida de maior qualidade ao final do processo, pois deixa o rum mais suave, eliminando alguns traços mais fortes da bebida.

Fermentação

Como mencionamos, o rum é feito da fermentação do melaço ou cana-de-açúcar, e da destilação. O primeiro passo, portanto, pode variar conforme o método escolhido para a produção da bebida. Atualmente, o rum é normalmente feito no método industrial, a partir da fermentação do melaço. É o caso dos rótulos produzidos no Caribe, que importam boa parte do seu melaço do Brasil. Já em algumas regiões francesas, o método escolhido para produzir rum é o agrícola, utilizando o caldo da cana-de-açúcar para fermentação. Mesmo com a variação nos métodos, o processo de fermentação é praticamente o mesmo, feito com a adição de leveduras e água ao extrato escolhido.

Destilação

Quanto ao processo de destilação, não existe nenhum tipo de padronização para determinar como ele deve ser feito. Por isso, existem duas grandes variedades que podem ser utilizadas para destilar o rum. A primeira delas produz uma bebida de menor qualidade, que é a utilização de alambiques “pot still”, que é basicamente a destilação em lotes. O problema desse método é que a saída desse tipo de alambique possui muito mais impurezas que passam a compor a bebida, o que irá influenciar diretamente no seu sabor e aparência.

O segundo método é utilizado para obter uma bebida mais pura, e se trata dos alambiques contínuos de coluna. Esses materiais passam uma quantidade muito menor de impurezas para o rum, o que torna o seu gosto mais limpo e agradável.

Envelhecimento

Para finalizar a produção de rum, ele é então envelhecido em barris por algum tempo antes de ser engarrafado. A maior parte dos produtores exige que o rum seja envelhecido por pelo menos um ano após o processo de destilação, mas esse tempo pode variar conforme as preferências de cada rótulo. O rum é, normalmente, envelhecido em barris de bourbon, embora existam produtores que optem por envelhecer a bebida em barris de carvalho ou algum outro tipo de madeira.

Deixe um comentário!

Bebidas mais caras do mundo