Dicas para escolher uma adega climatizada de vinhos

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Adega climatizada de vinhos

É o sonho de qualquer bom apreciador de vinhos ter uma adega de respeito na sua casa. Com o crescimento das adegas climatizadas no mercado, o armazenamento de vinhos na sua casa ficou ainda mais fácil e pode ser ainda mais elegante. Mas o momento de escolher qual adega climatizada você vai comprar é sempre muito importante.

Existe uma série de fatores que devem influenciar a sua decisão que vão muito além de preço da adega. Para ajudar você a saber como avaliar as opções, e qual adega climatizada de vinhos escolher para guardar a sua coleção, nós separamos algumas dicas importantíssimas para o momento da compra.

A capacidade de armazenamento da adega

O primeiro critério que você deve avaliar quando for escolher uma adega climatizada de vinhos é qual a capacidade de armazenamento que ela deve ter. Para isso, existem dois grandes fatores que você deve levar em consideração, o primeiro, o tamanho da coleção de vinhos que você deseja armazenar, e o segundo, o espaço disponível que você tem em casa para uma adega.

Decidir esses dois fatores deve resolver a situação para você, uma vez que existe uma grande variedade de opções de tamanhos de adega que você pode encontrar. No mercado, você pode encontrar adegas que variam entre uma capacidade de 25 até 230 garrafas de vinho.

O sistema de refrigeração

Existem dois grandes tipos de sistema de refrigeração utilizados pelas adegas que você encontra pelo mercado. O primeiro deles é o sistema termoelétrico, que sofre influência da temperatura externa da adega, pois ele realiza a troca de calor com o ambiente para manter a temperatura dentro da adega. Devido a isso, esse tipo de adega climatizada deve ser mantida em um cômodo mais fresco e arejado da sua casa.

A segunda opção de sistema de refrigeração não sofre nenhum tipo de influência do ambiente externo, mas acaba gastando mais energia elétrica. Se trata do sistema eletrônico digital. A escolha deve ser baseada em quanto você está disposto a gastar com a manutenção da adega, e também nos espaços disponíveis na sua casa.

Temperatura

A temperatura é outro fator muito importante que deve ser avaliado durante o processo de compra de uma adega climatizada de vinhos. Para começar, sempre opte por uma adega que possua um visor digital que apresente a temperatura interna, de forma que você não precise ficar frequentemente abrindo-a para conferir a temperatura de armazenamento do vinho.

Em segundo lugar, é preciso que você conheça as recomendações de armazenamento dos vinhos que deseja guardar na adega, para que possa encontrar o modelo que consiga manter essa temperatura ideal. Recentemente, passaram a surgir adegas que conseguem manter diferentes temperaturas, para armazenar diferentes tipos de vinhos sem desrespeitar as recomendações de cada um. É claro que esse tipo de modelo requer um investimento muito maior do que o de uma adega comum.

Iluminação

A iluminação é um fator que pode influenciar no sabor de qualquer tipo de bebida. Por isso, as adegas com portas de vidro devem oferecer proteção contra raios UV, para evitar que a iluminação influencie no sabor dos seus vinhos. Caso o modelo que você compre não ofereça essa proteção, é necessário que a adega fique em um local em que não pegue luz solar na sua casa.

Algumas adegas climatizadas possuem iluminação interna, que ativa automaticamente quando você abre a sua porta. Nesses modelos, é importante que você escolha por um que as luzes internas não transmitam calor, para que elas não influenciem na temperatura das bebidas armazenadas.

Leave a Reply